quarta-feira, 25 de março de 2015

Germanwings divulga nacionalidades de vítimas de acidente aéreo


Reprodução de foto do jornal La Provence mostrando suposto local da queda do avião da companhia Germanwings  A Germanwings divulgou nesta quarta-feira (25) números oficiais das nacionalidades das vítimas do voo 4U9525, que caiu na terça-feira nos Alpes franceses.


Segundo o CEO da empresa, Thomas Winkelmann, estavam no avião 72 alemães, 35 espanhóis, 2 australianos, 2 iranianos, 2 venezuelanos, 2 americanos, 1 britânico, 1 holandês, 1 colombiano, 1 mexicano, 1 japonês, 1 dinamarquês, 1 belga e 1 israelense.

Há divergências com números apresentados pelos governos da Espanha, que havia apontado 45 cidadãos no voo, e do Reino Unido, que havia apontado 3 britânicos.

A nacionalidade de 27 passageiros não foi informada -- segundo Winkelmann, porque os familiares ainda não foram contatados.

Winkelmann ressaltou que algumas vítimas têm dupla cidadania, o que pode alterar a lista de nacionalidades das vítimas do acidente. 

Entre os mortos, estão 16 alunos e dois professores de uma escola secundária em Halpern, na Alemanha, além de dois cantores de ópera.

Winkelmann disse que a prioridade de Germanwings é "a ajuda psicológica aos familiares das vítimas" e que irá fretar dois aviões especiais, um partindo de Düsseldorf e outro de Barcelona, para que os parentes das vítimas possam ir ao sul da França acompanhados de psicólogos. (Com agências internacionais)


Resumo Geral 
Com UOL

Avião da companhia Germanwings cai no sul da França com 150 pessoas a bordo

Foto de arquivo de avião da companhia aérea alemã Germanwings no aeroporto Berlin Tegel.
Foto de arquivo de avião da companhia aérea alemã Germanwings no aeroporto Berlin Tegel.
Reuters/Fabrizio Bensch

Um Airbus A320 da companhia alemã low cost Germanwings, pertencente à Lufthansa, caiu na manhã desta terça-feira (24) em uma região montanhosa dos Alpes franceses, perto da cidade de Barcelonette. O voo 4U9525 transportava 144 passageiros e 6 tripulantes. "Não há sobreviventes", informou o secretário francês dos Transportes, Alain Vidalies. 

A lista com os nomes e as nacionalidades dos passageiros ainda não foi divulgada. O correspondente do jornal El Pais na França informou que havia 42 espanhois a bordo. 
As equipes de resgate se dirigem ao local da queda, um local de difícil acesso, a cerca de 15 km da cidade de Barcelonette, onde foram vistos destroços do Airbus. Dois helicópteros sobrevoam a região.

Segundo informações da Direção Geral da Aviação Civil (DGAC), às 10h47 minutos no horário local (6h47 no horário de Brasília), o piloto enviou um pedido de socorro à torre de controle mais próxima, informando que o avião havia sofrido uma queda de 7 mil metros. Ele estaria na altura de 1.500 metros quando o sinal foi emitido. O avião fazia a ligação entre Barcelona, na Espanha, e Dusseldorf, na Alemanha.

Há cerca de 400 bombeiros mobilizados nas operações de resgaste. Os destroços foram localizados no Massivo de des Trois Evêchés, a 2.700 metros de altura.

Uma coletiva de imprensa será realizada pela Germanwings às 15h (horário local), 11 horas de Brasília, no aeroporto de Colônia-Bonn, na Alemanha.

O diretor da Lufthansa, Carsten Spohr, publicou no Twitter da companhia ainda não ter informações sobre o acidente. "Meus profundos sentimentos para as famílias e amigos dos passageiros e dos tripulantes. É um dia negro para a Lufthansa. Esperamos que haja sobreviventes", escreveu.

Investigações

O ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, está a caminho do local do acidente para acompanhar as investigações. Uma célula de crise foi criada para apoiar os familiares das vítimas.

O presidente francês, François Hollande, fez um pronunciamento no final desta manhã. Ele disse que o governo fará tudo o que for possível para prestar assistência aos familiares da vítimas e apurar as causas do acidente. Hollande já havia adiantado que não haveria sobreviventes e que a maioria das vítimas deve ser alemã.

O presidente francês também anunciou que vai se reunir hoje com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com o rei Felipe da Espanha.

Avião antigo

O Airbus A320 da Germanwings era um dos mais antigos da frota e estava em operação desde 1990. O aparelho havia feito, sem problemas, o trajeto contrário nesta manhã, de Dusseldorf, na Alemanha, à Barcelona, na Espanha.

Este é o primeiro acidente de avião comercial na França desde a queda do Concorde, em Gonesse, nas proximidades de Roissy, em julho de 2000.
Resumo Geral
Com rfi

terça-feira, 17 de março de 2015

Governo do RN decreta estado de calamidade no sistema prisional.


o-natalense

O governo do RN decretou situação de calamidade do sistema prisional do estado devido a onda de rebeliões desencada em vários unidades prisionais. O decreto nº 25.017 do Diário Oficial desta terça-feira (17) ainda institui força tarefa para tentar controlar a situação no presídios.

A decisão permite que medidas de emergência sejam adotadas como forma de restabelecer a normalidade do sistema. A força tarefa autoriza a adotação e execução de medidas urgentes como construção, restauração das unidades parcialmente destruídas, reformas, adequações e ampliações com objetivo de criação de novas vagas.

À força tarefa caberá também a contratação emergencial de projetos construtivos; nomeação de agentes penitenciários aprovados no último concurso público para atendimento dos serviços de vigilância e estabelecimento de relações administrativas com órgãos federais para concessão de financiamentos. A Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania fica responsável por designar uma comissão especial de licitação, que deve acompanhar todos os processos e decisão a serem adotadas.

A Força Tarefa deverá apresentar ao governador Robinson Faria, a cada 30 dias, um relatório circunstanciado das atividades. As medidas da situação de calamidade foram propostas após a apreciação do relatório de Situação e Diagnóstico, e consideram a destruição por parte dos rebelados de mil vagas divididas entre Alcaçuz (450), Presídio Estadual de Parnamirim (250) e Cadeia Pública de Natal (300).

O governo do estado solicitou ao Ministério da Justiça apoio para a solução dos problemas do sistema prisional. Também foi solicitado o auxílio da Força Nacional e do Departamento Penitenciário Nacional, Depen.

Resumo Geral
Com O Natalense

Presos de Natal são transferidos para o interior do RN




A Coordenação da Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte iniciou a transferência de alguns presos de Natal para o interior do Estado. Várias unidades da capital e da região metropolitana estão totalmente destruída, após a série de rebeliões.

Na madrugada e manhã desta terça-feira, cerca de 100 presos começaram a ser levados do Centro de Detenção Provisória da Ribeira para a cidade de Parelhas.

Além disso, presos de outras unidades deverão ser transferidos também. Não está descartado ainda a solicitação de transferência de líderes das rebeliões para o presídio Federal da Mossoró.
 
De acordo com a Secretaria de Segurança, dois vôos da Força Nacional chegam a Natal hoje, um por volta das 8h e outro às 13h.
 
 
Resumo Geral
 

Terror em Natal: Ônibus queimados e presos rebelados em toda cidade


Resultado de imagem para fotos de onibus sendo queimado em natal

Os presos e detentos do sistema penitenciário potiguar continuam rebelados desde a manhã desta segunda-feira, 16, por volta das 11h. Em Alcaçuz, presos de três pavilhões iniciaram o motim que ainda não tem hora para acabar. Na Zona Norte de Natal, no Raimundo Nonato, após terem uma tentativa de fuga frustrada pelos agentes penitenciários do local, os presos amotinaram e destruíram as paredes do Pavilhão I e passaram para o pátio.

Em Parnamirim também houve tentativa de fuga, mas os agentes contornaram a situação juntamente com o Batalhão de Choque, BOPE e Grupo de Operações Especiais. Na ribeira, detentos do centro de detenção provisória se rebelaram e quebraram todas as celas e irão ser transferidos para um presídio federal segundo, Henrique Baltazar.

Atentados
 
No fim da tarde, por volta das 17:30hs um ônibus da linha 72 foi incendiado na avenida Santarém por dois homens ainda não identificados.Segundo os passageiros que estavam no coletivo, homens em um veículo tipo HB20 de placa OWA 3258, teriam abordado o coletivo e mandado que todos os passageiros saíssem, em seguida, eles atearam fogo dentro do coletivo. Ainda segundo os passageiros, os dois incendiários diziam a todo momento que as ordens teriam sido dadas de dentro do presídio e que “os ataques continuariam caso Dinorá, não fosse exonerada”.

Já durante a noite mais um ônibus foi incendiado desta vez na Avenida Hermes da Fonseca, Zona Sul de Natal. Minutos depois, um ônibus foi tombado no bairro Vale Dourado na Zona Norte da cidade. Em todos os casos, os presos dizem que a ordem partiu de alcaçuz e que o PCC está no comando. Todo sistema de segurança do estado está empenhado na tentativa controlar a situação.

Resumo Geral
Fonte: 190 RN

sexta-feira, 13 de março de 2015

Governo planeja assentar 120 mil famílias nos próximos quatro anos


 Implicações para as Políticas Públicas (Antonio Cruz/Agência Brasil)
 
O governo federal planeja assentar cerca de 120 mil famílias nos próximos quatro anos, disse hoje (12) o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias. “Não podemos aceitar que as pessoas fiquem morando debaixo de lona. A nossa prioridade é assentar as famílias acampadas. Já temos o levantamento de 60 mil famílias que foram cadastradas pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome e vamos agora cadastrar aproximadamente 60 mil famílias”, disse o ministro, na primeira reunião do ano do Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável.

Segundo Patrus Ananias, a meta é assentar as famílias nos próximos quatro anos. “Vamos levantar as terras públicas disponíveis, mas também vamos trabalhar com as terras privadas que possam ser, nos termos da lei, desapropriadas ou compradas.”

De acordo com o ministério, no ano passado, 22,3 mil famílias foram beneficiadas com a reforma agrária, e, desde 2011, foram assentadas cerca de 101 mil famílias.

Para Patrus Ananias, outro desafio é ampliar a infraestrutura dos assentamentos, dotando-os de condições para a melhoria de vida dos assentados. “A prioridade também é transformar os assentamentos em espaços autossuficientes, com efetiva produção agrícola, e com acesso à educação, cultura, inclusão digital, atividades esportivas, água, saneamento e estradas.”

Representantes do governo e de entidades ligadas à agricultura debatem, até amanhã (13) a implementação do Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, voltado para a agricultura familiar e a agroecologia. O público-alvo do plano são agricultores familiares, assentados da reforma agrária, extrativistas, povos indígenas e quilombolas, mulheres e jovens do campo.

Resumo Geral
Com Agência Brasil

Agora é Lei, Resolução permite que travestis e transgêneros usem banheiros de mulheres
















Com a resolução referente a educação, meninos que se consideram meninas podem utilizar o banheiro feminino, se vestirem como mulheres ou utilizar um nome feminino dentro da unidade de ensino.

Foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (12), duas resoluções que garantem mais diretos a comunidade LGBT em todo o país. Uma delas trata da utilização do nome social de travestis e transgêneros em documentos relacionados a ocorrências de segurança pública. A outra abrange a educação nas escolas e universidades, garantindo a utilização do nome social, a escolha dos uniformes e a utilização de banheiros baseados na identidade de gênero de cada pessoa.

A primeira resolução feita em 18 de dezembro de 2014, pela Secretaria de Direitos Humanos do governo federal, estabelece parâmetros para a inclusão dos itens "orientação sexual", "identidade de gênero" e "nome social" nos boletins de ocorrência emitidos pelas autoridades policiais. 

A resolução tende a facilitar a identificação de crimes sofridos, ou que tenham participação, por pessoas transexuais. Com isso, as fichas de identificação de suspeitos ou de vítimas devem constar com as opções "orientação sexual", "identidade de gênero" e "nome social".

Para o presidente do Movimento Espírito Lilás (MEL), na Paraíba, Renan Palmeira, a resolução é uma humanização dos serviços públicos com relação à segurança. “Nós temos hoje, dentro da segurança pública, uma necessidade de um catalogo mais detalhado e de um acompanhamento mais detalhado dos crimes e das ocorrências voltadas a população LGBT. Então essa portaria nacional possibilita a identificação das pessoas transexuais e também o termo da orientação sexual e da identidade de gênero”, afirmou.

Em entrevista à Rede Correio Sat, o secretário de Segurança Pública da Paraíba, Cláudio Lima, disse que a Secretaria ainda vai analisar a nova medida. “Nós precisamos saber qual o fundamento legal disso e ver se o estado tem autonomia. O estado tem parceria com o governo federal para se enquadrar em alguns requisitos, como é o caso das informações criminais, homicídios e o sistema nacional de informações. Mas preciso ler a resolução primeiro”, disse.

Já a segunda resolução, de 16 de janeiro de 2015, estabelece parâmetros para a garantia das condições de acesso e permanência de pessoas travestis e transexuais - e todas aquelas que tenham sua identidade de gênero não reconhecida em diferentes espaços sociais - nos sistemas e instituições de ensino.

Com relação à esta resolução, Renan Palmeira falou que a medida vai ajudar os alunos transexuais a se reconhecerem dentro da própria escola. “Em alguns momentos aquele nome de registro não corresponde a pessoa que esta ali, que é uma pessoa que tem uma outra identidade de gênero que não é aquela que tem no seu registro. Então essa possibilidade da utilização do nome social é uma possibilidade de dignidade para aquela pessoa trans no espaço escolar”, disse.

Quanto à utilização dos uniformes e dos banheiros baseados, também, na identidade de gênero, o presidente do MEL analisou que a medida vai garantir mais inclusão. 

“Quanto ao uniforme, se a pessoa tem uma identidade de gênero masculina, ela vai vestir o uniforme masculino e vice-versa, e a resolução garante a utilização dos banheiros também através da sua identidade de gênero. Se você tem uma identidade de gênero feminina, você vai utilizar o banheiro feminino. O aluno vai se sentir incluído no espaço escolar e vai ter uma proteção”, concluiu Renan Palmeira.

No meio político, a resolução que modifica ações na rede de ensino gerou polêmica na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). O vereador Bira (PT) falou que a resolução é um avanço e uma conquista para a comunidade LGBT.

“O uso do nome social é um avanço. Aqui em João Pessoa nós ampliamos o que era um decreto municipal para se tornar uma lei municipal, que amplia, não somente para o serviço público, mas também para a iniciativa privada a autorização da utilização do nome social para travestis e transexuais”, frisou Bira.

Já a vereadora Raissa Lacerda (PSD) discordou da resolução quanto à utilização dos banheiros escolares pela identidade de gênero. Segundo ela, a medida vai causar constrangimento entre os alunos.

“Eu acho que vai causar um constrangimento a ambos os sexos. A partir do momento que o menino quer usar o banheiro da menina causa um certo constrangimento. Mas respeito, se é decisão respeito. Só acho estranho, bastante estranho um fato desse ocorrer”, criticou Raissa.
 
Resumo Geral
Com Portal Correio

quarta-feira, 11 de março de 2015

Câmara aprova projeto que prorroga política de reajuste do salário mínimo.


A Câmara dos Deputados aprovou, na noite de hoje (10), depois de muita discussão, projeto de lei que prorroga para até 2019 a atual política de valorização do salário mínimo. A política em vigor prevê reajuste pela inflação acumulada medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), mais a variação real do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. 


Um acordo firmado pelas lideranças partidárias possibilitou a aprovação do texto principal do projeto e o adiamento, para amanhã (11), da votação das emendas e dos destaques que visam alterar o texto aprovado. Entre os dispositivos a serem votados nesta quarta estão alguns que propõem aplicar as regras de reajuste do mínimo nas aposentadorias e pensões. O governo não concorda com essa possibilidade.

O projeto aprovado hoje foi apresentado no ano passado pelo deputado Paulo Pereira da Silva (SDD-SP), o Paulinho da Força; pelo deputado Fernando Francischini (PR), ex-líder do partido; e pelo ex-líder do PSDB deputado Antônio Imbassahy (BA). Ele estende o prazo referente à política de reajuste do salário mínimo até 2019, uma vez que a atual política vence neste ano.

Os deputados rejeitaram requerimento de preferência para votação de projeto que previa a política de valorização do salário mínimo com reajuste também para aposentados e pensionistas com um mínimo de 2% se a variação real do PIB fosse zero em algum ano. Em seguida aprovaram a preferência para a votação do projeto do deputado Paulinho da Força e outros.

Durante a fase de discussão, o PT posicionou-se contra a votação da política de reajuste do mínimo, tentou obstruir a votação, mas teve seus requerimentos de retirada de pauta e de adiamento de votação rejeitados pelo plenário. Depois, o partido fez acordo com as lideranças para a aprovação do texto apresentado pelo deputado Paulinho da Força, com o adiamento para esta quarta da votação dos destaques.
 
Resumo Geral
Com Agencia Brasil

Dilma reage a manifestações e afirma que não há razões para impeachment. Veja


No dia seguinte ao panelaço realizado em diversas cidades do País durante seu pronunciamento em rádio e TV, a presidente Dilma Rousseff disse ontem não ver motivo para um pedido de impeachment de seu mandato, criticou a tentativa de se criar um “terceiro turno” e avisou que a sociedade brasileira está amadurecida a ponto de não permitir uma “ruptura democrática”.


A presidente defendeu, no entanto, o direito das pessoas se manifestarem, desde que sem violência. Uma série de novas manifestações contra seu governo está programada para ocorrer no próximo domingo. 

“Eu acho que há de caracterizar razões para o impeachment, e não o terceiro turno das eleições. O que não é possível no Brasil é a gente também não aceitar a regra do jogo democrático. A eleição acabou, houve o primeiro e o segundo turno”, disse Dilma, depois de participar de solenidade no Palácio do Planalto em que sancionou lei que tipifica o crime do feminicídio.

“Terceiro turno das eleições para qualquer cidadão brasileiro não pode ocorrer, a não ser que você queira uma ruptura democrática. Se quiser uma ruptura democrática, eu acredito que a sociedade brasileira não aceitará rupturas democráticas e acho que nós amadurecemos suficiente para isso.” 

Questionada se as manifestações pró-impeachment seriam legítimas, Dilma respondeu: “Convocar, quem convocar, convoque do jeito que quiser, ninguém controla quem convoca. A manifestação vai ter as características que tiver seus convocadores. Ela em si não representa nem a legalidade nem a legitimidade de pedidos que rompem a democracia”.

Sobre a manifestação de brasileiros com panelaços, vaias e xingamentos durante a transmissão do pronunciamento em rede nacional de rádio e TV, Dilma disse que na democracia é preciso “conviver com a diferença”. 

E comemorou o fato de no Brasil as pessoas poderem se manifestar. “O Brasil tem uma característica que eu julgo muito importante e que todos nós temos de valorizar, que é o fato de que aqui as pessoas podem se manifestar, e têm espaço para isso, e têm direito a isso. Eu sou de uma época que, se a gente se manifestasse, fizesse alguma coisa, acabava na cadeia, podia ser torturado ou morto. O fato de o Brasil evoluir, passar pela Constituinte de 1988, passar por processos democráticos e garantir o direito de manifestação é algo absolutamente valorizado por todos nós, que chegamos à democracia e temos de conviver com a diferença”, afirmou. 

“O que nós não podemos aceitar é a violência, qualquer forma de violência não podemos aceitar, mas manifestação pacífica elas são da regra democrática”, ressaltou. 

Mais cedo, o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, minimizou o panelaço, ao dizer que as manifestações ocorreram em cidades e em bairros onde a presidente petista perdeu as eleições “por uma grande diferença”. 

Usou também a mesma expressão de Dilma ao dizer que estão querendo promover um terceiro turno. “A primeira regra do sistema democrático é reconhecer o resultado das urnas. Só tem dois turnos, não tem terceiro turno. Nós vencemos pela quarta vez (as eleições)”, declarou o ministro, argumentando que Dilma sempre usa a cadeia de rádio e televisão para o dia da mulher.

Mercadante destacou que toda manifestação pacífica “é um direito da população”, mas pediu que não haja “intolerância” ou “radicalismo”. Ele demonstrou ainda “preocupação” com o momento pelo qual o País atravessa: recém-saído de uma eleição “bastante polarizada”, com momento de “radicalização”. 

“Precisamos construir uma cultura de tolerância, de diálogo e respeito. Uma agenda de convergência é fundamental para o País poder superar dificuldades conjunturais o mais rápido possível, garantir a estabilidade (econômica) e a retomada do crescimento”, disse. 

Mercadante aproveitou para voltar a defender o ajuste fiscal e comparou a necessidade de adotar estas duras medidas, com a ida ao dentista. “Ajuste fiscal é como ir ao dentista. Ninguém quer, mas de vez em quando tem que ir”, disse ele, ao comentar que o governo “esgotou” os instrumentos que vinha adotando para enfrentar a fase mais aguda da crise e que agora parte do sacrifício terá de ser dividido com a sociedade. Foi o mesmo argumento usado por Dilma no domingo na TV.


Resumo Geral

segunda-feira, 9 de março de 2015

Acidente com vítima fatal na RN 120 que liga Nova Cruz a Santo Antonio.

O acidente que vitimou a senhor Edinho Camelo (foto),  aconteceu na noite deste domingo na RN 120 que liga Santo Antonio para Nova Cruz nas proximidades da comunidade de Lagoa Comprida da ponte depois do RonMotel.



Segundo as informações o acidente se deu no momento em que,um trator estava tentando retirar  o carro que tinha saído da pista, quando um outro veiculo pilotado pelo um agente Penitenciário veio a colidir com o trator e na sequencia veio a bater no homem identificado como sendo Erivaldo Alves de 43 anos conhecido com Edinho Camelo que estava ajudando a retirada do veiculo.


Resumo Geral com xuadoagreste

Fotos: Ademilson Amorim