quinta-feira, 28 de março de 2013

Homem bate e ateia fogo na ex-cunhada e na filha dela

Homem bate e ateia fogo na ex-cunhada e na filha dela
Um homem de 28 anos foi preso após espancar e atear fogo na ex-cunhada e na filha dela, no início da manhã desta quinta-feira (28), em Carpina,Pernambuco. Ele teria ligado para ameaçar a ex-mulher, que mora no Recife, e em seguida invadido a casa das vítimas, antes de cometer o crime.

De acordo com o delegado titular de Carpina, Hilton Lira, o suspeito arrombou a casa das duas, utilizou uma pedra de paralelepípedo para agredir a ex-cunhada e a sobrinha. "Depois, com as duas já inconscientes por causa dos traumas crânio-encefálicos, ele aplicou álcool e colocou fogo nas duas", detalha Hilton Lira.

Ainda segundo o delegado, o homem teria feito uma ligação para a ex-mulher com ameaças antes de ir até a casa da ex-cunhada. "Por volta das 4h da madrugada, ele ligou para a mulher e disse que ela se preparasse", contou o delegado. De acordo com Hilton, ela mudou-se para a capital após a separação, para fugir do ex-marido.

O suspeito foi levado para a Delegacia de Carpina e, no momento, vai responder por dupla tentativa de homicídio qualificado. "Pode virar duplo homicídio, estamos monitorando o estado de saúde das vítimas com o hospital. A informação que temos é de que elas correm risco de morte", afirmou o delegado. As vítimas foram socorridas para o hospital local e transferidas depois para o Hospital da Restauração (HR), no Recife, por causa dos ferimentos e das queimaduras.

De acordo com a assessoria de imprensa da unidade de saúde, a criança sofreu trauma crânio-encefálico e teve 20% do corpo atingido pelo fogo, com queimaduras de segundo e terceiro graus na face, tórax e braço direito. Segue internada em estado grave e estável na emergência pediátrica, em observação pelos neurologistas e com curativos para queimaduras. Inicialmente, não há indicação cirúrgica.

A mãe dela sofreu trauma crânio-encefálico, teve 30% do corpo queimado e inspira mais cuidados. Também está sedada, internada em estado grave no hospital e com curativos para as queimaduras. Não há indicativo de cirurgia e ela segue em observação pelos neurologistas. Nenhuma das duas corre risco de morte.
 
Resumo Geral
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário