sábado, 27 de abril de 2013

Maracanã reabre hoje, mas precisa de mais R$ 564 milhões até a Copa

Maracanã reabre hoje, mas precisa de mais R$ 564 milhões até a Copa
O Maracanã recebe neste sábado seu primeiro jogo de futebol após a sua reforma. Às 19h, amigos de Ronaldo e amigos de Bebeto entram em campo para fazer o primeiro teste do estádio antes da Copa das Confederações, que começa em junho. Isso não significa, porém, que o Maracanã esteja pronto para receber os jogos do torneio. Longe disso.

Até o início da Copa das Confederações e, principalmente, até a Copa do Mundo, ainda há muito que fazer para que o estádio possa receber torcedores e turistas. Calçadas, obras de drenagem e até as novas bilheterias da arena ainda não estão prontas. Até o Mundial de 2014, tudo isso ainda vai consumir cerca de R$ 564 milhões.

Esse é o valor de todos os projetos prometidos para a Copa do Mundo na área do estádio. A cifra envolve investimentos da Prefeitura do Rio de Janeiro, do governo do Estado e até da futura administradora do Maracanã, que ainda nem foi definida. Os gastos estão separados dos R$ 920 milhões já aplicados na reforma que, oficialmente, termina neste final de semana.

Só o governo do Rio de Janeiro, que pagou a reconstrução do Maracanã, ainda gastará cerca de R$ 191 milhões na preparação do estádio. Quase R$ 18 milhões são para construir as catracas e bilheterias, cujas obras não foram incluídas no projeto original de reforma. Isso só deve ficar pronto em maio. Outros R$ 174 milhões serão aplicados na recuperação de uma estação de metrô e trem do lado do estádio e na construção de uma nova passarela para acesso de torcedores. A obra, porém, só estará pronta em 2014.

Já a prefeitura do Rio terá de gastar R$ 260 milhões no entorno do Maracanã. Disso, R$ 151 milhões vão para obras de desvio do rio Joana para combate a enchentes no estádio. Outros R$ 109 milhões vão para a reconstrução das calçadas na área do estádio e para a obra de uma passarela que ligará o Maracanã ao parque da Quinta da Boa Vista. As calçadas e as obras no rio ficam prontas em maio. Já a passarela, só para a Copa.

"No primeiro trimestre de 2014, estará pronta", disse o secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, sobre a nova passarela. "Isso faz parte de um projeto grande de revitalização da área do Maracanã e da Quinta. Para a Copa, a ligação com a Quinta estará concluída."

O restante das obras de preparação do Complexo do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014 ficarão a cargo da futura concessionária do espaço. Quem vencer a licitação do Maracanã, assumirá a responsabilidade de tocar alguns projetos no local –parte deles, segundo o governo do Rio, devem ser concluídos para o Mundial.

As polêmicas demolições do Parque Aquático Julio Delamare, do Estádio de Atletismo Célio de Barros, da Escola Municipal Friedenreich e do prédio do Ministério da Agricultura são parte do plano de evacuação do Maracanã para a Copa do Mundo, de acordo com o secretário estadual da Casa Civil, Regis Fichtner. O estudo de viabilidade da privatização do Maracanã prevê que elas custem R$ 103 milhões.

Para a Copa, a concessionária do Maracanã também terá de restaurar o prédio do antigo Museu do Índio. Esse projeto deve custar outros R$ 9,6 milhões.
 
Resumo  Geral
Fonte: Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário