quarta-feira, 17 de abril de 2013

Mulheres são maioria na internet, aponta estudo

Mulheres são maioria na internet, aponta estudo
Classe C é a mais conectada e com maior intenção de compra

Do total de internautas no Brasil, 53% são mulheres, apontou levantamento realizado pela e-bit e a Navegg. Segundo o estudo, as consumidoras representam 50,2% do mercado, porém a maior participação em volume financeiro de compras online continua sendo dos homens.

Entre as classes sociais, a C é a mais conectada, visto que 66,09% das internautas pertencem a essa classes, enquanto 31,64% são das classes A/B e apenas 1,37% das classes D/E. 

A intenção de compra também é maior na classe C: 66,85% delas utilizam a internet para buscar produtos.

Dentre as faixas etárias, a predominância é de mulheres de 35 a 59 anos (43,29%), seguida por aquelas que tem entre 25 e 34 anos (35,94) e garotas entre 18 e 24 anos correspondem a 12,97%. 

Entretanto, o estudo identificou também a presença de mulheres acima dos 60 anos (4,23%). Já meninas entre 13 e 17 anos são penas 2,68% deste público.

Quanto aos interesses de compras, os itens mais buscados são entretenimento, notícias, moda e beleza, comidas e bebidas e família. Para acessá-los, 88,81% delas usam desktops, enquanto apenas 10,36% utilizam dispositivos mobile. O sistema operacional mais utilizado é o Windows (86,98%), seguido por Android (5,32%) e iOS (3,24%)

Gastos

De acordo com a pesquisa, as mulheres são responsáveis por 50,2% dos pedidos feitos no comércio eletrônico. Entretanto, quando se trata de volume de financeiro os homens respondem por 57,48% do faturamento. O ticket médio das mulheres é de R$ 289, enquanto o dos homens é de R$ 393.

A renda familiar feminina em média é de R$ 3.655, enquanto a dos homens é, em média, de R$ 4.426. Além de moda e acessórios, as categorias mais compradas por elas são saúde, cosméticos, perfumaria e cuidados pessoais, eletrodomésticos, casa e decoração e livros.
 
Resumo Geral

Nenhum comentário:

Postar um comentário