terça-feira, 23 de abril de 2013

Professor de ensino fundamental é executado a tiros no Distrito da cidade de Canguaretama/RN


Professor de ensino fundamental Sérgio Laureano de Mendonça, de 34 anos (Foto: Divulgação/Arquivo da Prefeitura de Caguaretama)O professor de ensino fundamental Sérgio Laureano de Mendonça, de 34 anos, foi executado a tiros na noite desta segunda-feira (22). Segundo a polícia, o crime aconteceu na comunidade de Piquiri, na zona rural de Canguaretama, a 68 quilômetros de Natal. Segundo o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, major Genilton Tavares, o homicídio foi registrado por volta das 21h30. A vítima sofreu pelo menos seis tiros.
De acordo com o relatório da PM, o professor foi morto dentro de casa, na rua 17 de Maio. “Dois homens pularam o muro e entraram na residência. Ele estava deitado no sofá. Um dos homens entrou na sala e atirou pelo menos seis vezes contra ele. O professor morava com os pais desde que se separou da esposa”, revelou o major. Os idosos, ainda segundo o oficial, não foram agredidos fisicamente. “Ao que parece, ele era mesmo o alvo da execução”, afirmou Tavares.
 
De acordo com relatos de testemunhas, os dois homens fugiram em uma moto. A polícia fez diligências pela região, mas não encontrou nenhum dos suspeitos. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Canguaretama. O delegado Wellington Segundo, responsável pelas investigações, disse que a polícia ainda não sabe o que pode ter motivado o crime.
A secretaria de Educação de Canguaretama informou que o professor era pedagogo e dava aula para crianças do 1º ao 5º ano da Escola Municipal Antônio Câmara, localizada em Piquiri. Sérgio era tido como um homem calmo e conhecido pela população. De acordo com uma representante da secretaria, que não quis se identificar, “a cidade está comovida. Ninguém conhecia um vício dele ou algo que justificasse isso”.
O corpo do professor já foi liberado pelo Itep e o velório está acontecendo em Piquiri.
Resumo Geral
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário