quinta-feira, 30 de maio de 2013

Fim da linha: Fluminense é eliminado no Paraguai e fica de fora nas quartas de finais da Liberadores


Fim da linha: Fluminense é eliminado no Paraguai e fica de fora nas quartas de finais da Liberadores
Fluminense é eliminado no Paraguai, e só resta um brasileiro na Libertadores

O Fluminense foi o quinto brasileiro a ser eliminado na Taça Libertadores. A equipe perdeu por 2 a 1 para o Olimpia na noite desta quarta-feira, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, pela volta das quartas de final do torneio. Na ida, os dois times haviam empatado por 0 a 0, no Rio.

Agora, só resta o Atlético-MG como representante do país que conquistou as três últimas edições da competição. Nesta quinta, o clube mineiro recebe o mexicano Tijuana, em Belo Horizonte, e pode empatar sem gols ou por 1 a 1 para avançar às semifinais.

O Fluminense fez o primeiro gol nesta quarta-feira com Rhayner, mas cedeu a virada para o adversário. O meia uruguaio Salgueiro marcou duas vezes.

Agora, o time paraguaio enfrenta o colombiano Santa Fé na próxima fase. O segundo jogo será no Paraguai.

O JOGO

Abel Braga repetiu a formação e os jogadores da partida disputada na última quarta-feira, no Rio. Já o técnico Hugo Almeida, do Olimpia, teve o desfalque do suspenso Aranda, expulso no duelo de ida.

Mesmo com a torcida contra no Defensores del Chaco, a equipe carioca começou melhor e marcou o gol logo aos 9min. Leandro Euzébio deu um bicão para frente, Manzur recuou mal para o goleiro Martín Silva e Rhayner tocou por cobertura para superar o rival.

Dominante, o Flu quase ampliou aos 18min. O mesmo Rhayner desceu com velocidade pela direita e cruzou rasteiro na área. A zaga afastou o perigo.

Dois minutos depois, Almeida fez a substituição que mudou a etapa inicial. Sacou o volante Caballero e colocou o centroavante Ferreyra. Logo no seu primeiro lance, ele sofreu falta perigosa na intermediária. Salgueiro cobrou em cima da barreira.

Após muita pressão, aos 35min, o próprio Salgueiro empatou o duelo em batida de falta certeira que encobriu Diego Cavalieri.

Aos 40min, Barreiro recebeu na área e foi empurrado por Digão. O árbitro uruguaio Daniel Fedorzuck assinalou a penalidade convertida por Salgueiro.

No último lance do primeiro tempo, Ferreyra ainda acertou a trave direita do Fluminense.

Na volta do intervalo, Abel Braga não alterou seu time, porém a postura mudou. Wellington Nem apareceu com velocidade e atormentou a defesa do Olimpia. Nas bolas paradas, o Fluminense assustava, mas falhava na conclusão.

Aos 18min, o meia Thiago Neves substituiu o lateral direito Bruno. Seis minutos depois, o volante Jean saiu para a entrada do atacante Samuel.

Com mais atletas no ataque, o time brasileiro 'alugou' o campo de defesa do Olimpia. Aos 25min, Fred cabeceou com perigo e a bola saiu rente à trave de Martín Silva.

A equipe paraguaia quase ampliou a vantagem no contra-ataque. Diego Cavalieri salvou o Flu ao defender uma conclusão de Barreiro.

Abel Braga ainda tentou com Rafael Sóbis no lugar de Wellington Nem. Até o goleiro Diego Cavalieri foi à área do Olimpia. No entanto, a pressão não surtiu efeito e a vaga para a semifinal ficou com os mandantes.

Resumo Geral
Fonte: Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário