domingo, 30 de junho de 2013

Brasil goleia a Espanha e é campeão invicto da Copa das Confederações 2013




Brasil goleia a Espanha e é campeão invicto da Copa das ConfederaçõesNeste domingo (30/06) o Brasil goleou a seleção da Espanha no final da Copa das Confederações e se tornou campeão invicto da competição. A partida realizada no Maracanã, no Rio de Janeiro. Um chocolate. No placar e no gramado. Essa é a melhor definição para este Brasil x Espanha na decisão da Copa das Confederações. Um domingo no Maracanã com direito a três a zero, com gols de Fred (dois) e Neymar, e até pênalti perdido pelos espanhóis. A Seleção Brasileira é tetracampeã!!!
Que começo de jogo! Nem o mais otimista dos torcedores poderia imaginar que na primeira chegada ao ataque o Brasil abriria o placar. Mas foi exatamente o que aconteceu. Com um minuto de bola rolando, Hulk cruzou para o centro da área, a bola sobrou e Fred, caído no chão, mandou para as redes.
Empurrada pela torcida, a Seleção Brasileira não parava de atacar mesmo com o placar favorável. Chegou a sofrer duas faltas com seus jogadores já em direção ao gol. Casillas fazia o que podia para se defender. Neymar puxou contra-ataque e achou Fred livre na área, mas o goleiro espanhol conseguiu espalmar.
Antes de ampliar a vantagem, o Brasil ainda precisaria ver seu zagueiro dar aula de cobertura e agilidade. Parecia que seria o empate espanhol quando Pedro tocou na saída de Julio Cesar, mas David Luiz, como um raio, chegou voando para mandar a bola por cima da baliza e ceder o escanteio.
Apesar de justo, o placar merecia ser ampliado. A torcida fazia sua parte para ver a rede estufar novamente. Já aos 44 da primeira etapa, ela explodiu. Neymar recebeu lindo passe de Oscar e mandou um petardo para o gol de Casillas. Quando “pega na veia” esquece, é indefensável!
O Brasil voltou para o segundo tempo sem mudanças. Nem substituições e nem alterações na maneira de jogar. Se na primeira etapa o gol saiu com um minuto, na segunda demorou um pouco mais. Saiu aos dois. Novamente Fred, dessa vez numa pintura coletiva. Começou na jogada de Marcelo, o pivô com passe certeiro de Hulk, o corta-luz de Neymar e o toquinho de categoria do camisa 9.
Atordoada com o ímpeto ofensivo e força na marcação da Seleção Brasileira, a Espanha conseguiu assustar poucos minutos depois. O juiz marcou pênalti de Marcelo em Jesús Navas. Sergio Ramos foi para a cobrança ao som de “ah, é Julio Cesar”. Tremeu. Bateu direto para fora.
Com o passar do segundo tempo, Felipão optou por fazer algumas substituições. Hulk e Fred, ovacionados pela torcida, deram lugar a Jádson e Jô, respectivamente. Próximo do fim do tempo regulamentar, Hernanes ainda entrou no lugar de Paulinho.
O placar já estava consolidado. Aos gritos de “olé, olé, olé”, o Brasil cozinhou o jogo até o final. Até o momento em que o juiz desse o sinal para começar de vez a comemoração. Parabéns Brasil, a taça ficou em casa.

Resumo Geral

Nenhum comentário:

Postar um comentário