sexta-feira, 21 de junho de 2013

'Eu era escrava sexual', diz menina de 13 anos grávida de padrasto no RN


Suspeito foi preso na noite desta quinta-feira (20) na cidade de Goianinha.
Segundo a polícia, ele manteve relações com a enteada durante um ano.
 

“Eu era escrava sexual dele”. Segundo o delegado Wellington Guedes, titular de Goianinha, essas foram as palavras de uma menina de 13 anos que foi abusada sexualmente pelo próprio padrasto durante um ano. Ela está grávida de quatro meses. O suspeito tem 34 anos e foi preso no final da noite desta quinta-feira (20) suspeito também de outros dois estupros no município. “Ele ameaçava a menina e a mãe dela”, contou o delegado. O homem nega o crime. Goianinha fica a pouco mais de 50 quilômetros de Natal.
Segundo a polícia, o homem tem um filho de um ano com a mãe da enteada. “Ele agia de forma violenta. Não era apenas um estupro de vulnerável. Ele ainda a ameaçava com uma faca no pescoço”, relatou o chefe de investigação Sidney Robson Vieira. A mãe, segundo a polícia, também era ameaçada pelo companheiro.
A prisão, no entanto, aconteceu por causa da um flagrante de agressão à mulher do suspeito. “Nós já estávamos com o mandado dele e a operação toda montada. Mas nos deparamos com o suspeito na delegacia porque ele foi preso em flagrante pela Lei Maria da Penha. Ele estava sumido, mas voltou pra casa e agrediu a esposa, dizendo que ela o tinha delatado”, contou Sidney Vieira.
O suspeito negou o crime à polícia. Ainda de acordo com o chefe de investigação, ele afirmou que está sendo vítima da mãe e da menina. “O suspeito diz que foi outra pessoa quem engravidou a enteada. Mas nós sabemos que isso é uma desculpa para se livrar da acusação. Nós temos a investigação”, concluiu Sidney.

Resumo Geral
Fonte: G1 Rn

Nenhum comentário:

Postar um comentário