domingo, 30 de junho de 2013

Itália e Uruguai decidem quem fica com o terceiro lugar na Copa das Confederações

Itália e Uruguai decidem quem fica com o terceiro lugar na Copa das ConfederaçõesUruguai e Itália dominaram o futebol mundial entre 1930 e 1950, quando dividiram quatro Copas do Mundo. No entanto, neste domingo, às 13 horas (de Brasília), as duas seleções terão que se contentar com a disputa pelo terceiro lugar da Copa das Confederações, na Fonte Nova, em Salvador.

Tanto uruguaios como italianos lamentam as derrotas sofridas nas semifinais, para Brasil e Espanha, respectivamente. Taxados como ‘zebras’ antes destes jogos, os dois times nacionais conseguiram ser competitivos – no caso da Azzurra, a eliminação só veio após uma equilibrada cobrança de pênaltis.

Na capital baiana, há a certeza de que os técnicos Óscar Tabárez e Cesare Prandelli usarão força máxima, já que querem deixar o País com uma boa impressão. Após esta competição, eles voltarão as suas atenções para as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014.

Contra a seleção italiana, Tabárez não poderá contar com o atacante Edison Cavani, que está suspenso. O jogador do Napoli, da Itália, fez o único gol da equipe na derrota desta quarta. É provável que o técnico use Abel Hernández em seu lugar.

Já no meio-campo, mais dúvidas do que certezas. O duelo com os anfitriões da Copa das Confederações deixou o setor muito desgastado fisicamente, abrindo espaços para Walter Gargano e Diego Aguado, mais desgastados. Porém, Tabárez só deverá confirmar a formação momentos antes do embate.

Com uma boa exibição diante dos comandados de Felipão, Tabárez acha que o Uruguai está pronto para ganhar o terceiro lugar. “Estamos prontos para enfrentar qualquer um. Os jogadores sabem que podem jogar como nos melhores momentos dessa seleção. Vamos nesse caminho”, projetou.

Do outro lado, o maior problema é o desgaste físico. Os 120 minutos jogados contra a atual campeã mundial certamente prejudicaram alguns atletas. Então, Prandelli deverá poupar alguns nomes de acordo com reavaliações feitas até este domingo.

Após o revés no Castelão, o treinador lamentou a condição física do elenco. “Este jogo contra o Uruguai não faz muito sentido, ainda mais no final de temporada. Será muito arriscado. Enquanto nos esgotamos, eles ficaram nos esperando. Vamos ver o que acontece”, comentou.

Vale lembrar que, antes mesmo das semifinais, Prandelli já havia sido desfalcado de dois jogadores: o lateral-direito Ignazio Abate e o atacante Mario Balotelli, que sofreram lesões e já estão na Itália. “Sem o Mario (Balotelli), perdemos muita técnica”, lamentou o comandante. Outros atletas, como Pirlo, Marchisio, Barzagli e Giaccherini dificilmente jogarão, também por problemas físicos.
Resumo Geral
Fonte: O Gazeta

Nenhum comentário:

Postar um comentário