quarta-feira, 12 de junho de 2013

Palmeiras se supera e derrota o América-RN no Barretão por 2 x 0



Palmeiras se supera e derrota o América-RN no Barretão por 2 x 0; Veja vídeo com os golsUma indisposição estomacal quase parou o Palmeiras na noite desta terça-feira. Durante o duelo contra o América-RN, no estádio Barretão, em Ceará-Mirim, alguns jogadores reclamaram de mal-estar durante a partida e, mesmo assim, o time paulista saiu com a vitória.

Os 2 a 0, com gols de Vinícius e Fernandinho, mantêm o Palmeiras no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro e ainda cumprem a meta de pontuação estabelecida por Gilson Kleina antes da pausa na competição por conta da Copa das Confederações.

Vinicius, o autor do primeiro gol, foi um dos jogadores que mais reclamou de indisposição. Sem saber explicar o quadro, o atacante chegou a dizer que não tinha condições de dar entrevista no intervalo da partida. Na volta ao campo, tentou (e não conseguiu) explicar: “Não sei se foi o calor, a viagem, que é ruim. Mas tem vários jogadores assim. Não está fácil”, falou ao Sportv.

O zagueiro Henrique, capitão do time, foi um pouco mais preciso ao falar do assunto: “Acho que sofremos com algo que comemos e a viagem prejudicou tudo isso. Mas não é nada que nos impeça de vencer”, comentou o zagueiro no intervalo do jogo. A viagem que a dupla citou foi de Natal até Ceará-Mirim.

O médico do Palmeiras, Rubens Sampaio, presente com a delegação no Nordeste, comentou que Vinicius sofreu com náuseas no intervalo do jogo por conta do esforço e desidratação. Além disso, disse que Henrique, Tiago Real e Juninho apresentavam quadro de resfriado leve antas da partida. Segundo o doutor, ninguém sofreu com problema de alimentação no local.


De fato, o time superou a adversidade e conseguiu o triunfo sem sufoco. O Palmeiras controlou a partida como quis e chegou à terceira colocação da Série B, com 12 pontos, após seis rodadas. O América-RN segue como o penúltimo, com três pontos. 

No retorno da competição após a pausa para a Copa das Confederações, dia 6 de julho, o Palmeiras tem duelo marcado contra o Oeste ainda sem local definido. Já o América-RN enfrenta o Bragantino fora de casa.

Para o confronto, o Palmeiras não contava com Márcio Araújo e Leandro, suspensos. A escolha de Gilson Kleina foi a de modificar o alterar esquema 4-3-3 para o 4-4-2 colocando Serginho e Wesley entre os titulares. A tática foi eficiente, o alviverde não passou sufoco e ficou tranquilo à espera de contra-ataques.

O principal problema encontrado pelo Palmeiras em busca de um contra-ataque veloz foi a falta de ofensividade do adversário. Mesmo sendo o mandante, o América-RN pouco se arriscava e fez Bruno ser um mero espectador do primeiro tempo.


Em uma das poucas tentativas de ir à frente, o time foi castigado. Aos 28 minutos, o Palmeiras recuperou a bola e Thiago Real lançou Vinicius na grande área. O atacante ganhou do zagueiro na trombada e ainda driblou o goleiro Andrey antes de marcar. 

O gol palmeirense deixou a tática de esperar pelo erro adversário ainda mais explícita. O time só jogava com bolas longas, mas sofreu com uma exibição ruim de Wesley na primeira etapa.

Na segunda etapa, nada do panorama mudar. Muito por conta da falta de ousadia do América-RN. O time foi presa fácil, trocou passes pacientemente, e demorou a tentar chutes.

Sem sentir perigo, Kleina tardou a modificar o Palmeiras. Todas as alterações serviram apenas para amarrar ainda mais a partida, e fazer o alviverde valorizar a posse de bola. 

Em nenhum momento a vitória do Palmeiras esteve ameaçada. Mesmo com a queixa de indisposição em massa dos jogadores, o time teve tranquilidade em campo e ainda conseguiu o segundo gol nos acréscimos do segundo tempo em lance que Ananias chutou na trave e Fernandinho aproveitou o rebote.

Resumo Geral
Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário