terça-feira, 2 de julho de 2013

“Dilma é a minha candidata”, diz Lula ao afirmar que não disputará presidência em 2014; Confira

“Dilma é a minha candidata”, diz Lula ao afirmar que não disputará presidência em 2014; ConfiraEm meio à queda de popularidade de 27 pontos percentuais da presidente Dilma Rousseff em três semanas (Datafolha), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a afirmar que não disputará a Presidência em 2014 e disse que Dilma será sua candidata.

Em sua primeira entrevista depois dos protestos que levaram milhares de pessoas às ruas – e fez com que a popularidade de Dilma despencasse – Lula afirmou ao Valor Pro, serviço de notícias em tempo real do Valor, que as manifestações são normais em uma democracia e provam que a sociedade brasileira vive como uma ‘metamorfose ambulante’.

Lula defendeu sua sucessora e afirmou que a presidente não demorou para ouvir as vozes da rua. A pesquisa Datafolha divulgada no sábado mostrou que Dilma também perdeu intenção de votos e caiu de 51% para 30%.

A mesma pesquisa mostrou que Lula teria melhor desempenho que Dilma na eleição presidencial de 2014.

O ex-presidente evitou falar sobre a proposta de plebiscito para a realização de uma reforma politica. O petista disse apenas que a proposta será implementada, mas afirmou que não sabe como isso será feito.

As declarações foram dadas no fim da tarde de ontem, depois de participar do primeiro dia do encontro “Novas abordagens unificadas para erradicar a fome na África”, promovido pelo Instituto Lula, pela União Africana e pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) em Adis Abeba, capital da Etiópia.

Antes, pela manhã, Lula tentou explicar o que estava acontecendo no país, ao discursar a uma plateia composta por ministros, políticos e integrantes de Ongs de diferentes países africanos. O ex-presidente elogiou Dilma, ao afirmar que a sucessora teve um comportamento ‘extraordinário’ e foi solidária em relação às manifestações que acontecem em todo o país. O petista disse ainda que os protestos são decorrentes dos ganhos obtidos pela população nos últimos dez anos de governos petista.

Da Etiópia Lula segue para a Alemanha onde fará uma palestra a convite do banco Santander.
 
Resumo Geral

Nenhum comentário:

Postar um comentário