quarta-feira, 31 de julho de 2013

Filhote de Mamute é encontrado com pele intacta na Sibéria; Veja

Filhote de Mamute é encontrado com pele intacta na Sibéria; Veja Restos de um mamute que viveu há cerca de 10 mil anos foram encontrados por caçadores na Sibéria. O corpo bem preservado, por conta do gelo, é o primeiro encontrado nessas condições, com pelagem completa. 

O animal, apelidado de Yuka, tem marcas de um ataque de predador, com garras semelhantes as de um leão. “Há evidência dramática de uma luta de vida ou morte entre Yuka e algum predador”, informou o professor Daniel Fisher, da Universidade de Michigan em entrevista à “BBC”. “Ainda há indícios de que seres humanos podem ter contribuído na morte em um estágio inicial”, completa.

Com a descoberta de Yuka, os cientistas especulam que alguns mamutes possam ter tido coloração mais clara do que a que se tinha notícia até hoje. Com base na análise genética de ossos poderão concluir o que aconteceu, já que o mamute encontrado é quase loiro (os demais já estudados tinham pelo castanho escuro). 


Yuka pode ter sido vítima de predadores ou de seres humanos

Ao que tudo indica, até agora, Yuka morreu quando tinha cerca de 2 anos e meio de idade. Grande parte de seus tecidos está preservada por conta do frio intenso. 

Muitos restos de mamute já foram encontrados em outras ocasiões, mas em forma de ossos e presas. Segundo os cientistas, um corpo assim tão completo é uma descoberta raríssima. “Isto é um achado raro e de um significado enorme”, declarou o professor Kevin Campbell, da Universidade de Manitoba.
 
Resumo Geral
Fonte: Paraiba.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário