sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Atleta brasileiro supera Bolt nos 200m mas mesmo assim é eliminado da competição; Confira

Atleta brasileiro supera Bolt nos 200m mas mesmo assim é eliminado da competição; Confira
O brasileiro Bruno de Barros fez o que muitos pensam ser impossível: correu mais rápido que Bolt.

Mas nem isso adiantou. Nas eliminatórias dos 200 m no Mundial de Atletismo de Moscou, nesta madrugada, Bruno fez 20s60 em sua bateria, mas terminou apenas em 4° e foi eliminado. Já Bolt venceu a sua com 20s66 e se classificou, independentemente do tempo pior que outros 20 atletas.

Bruno correu em uma bateria forte, a terceira, ao lado do jamaicano Warren Weir, que foi bronze na prova dos 200 m. Diferentemente de Bolt, Weir não "brincou" na classificatória, puxando o ritmo da prova, e fez 20s34. O ritmo forte levou o espanhol Bruno Hortelano a marcar 20s47 e francês Jimmy Vicaut a fazer 20s50. Como apenas os três primeiros de cada bateria avançavam, Bruno ficou de fora com os 20s60 que alcançou.

Já Bolt, sem rivais que pudessem incomodá-lo na sétima bateria das eliminatórias, começou sua busca pelo tricampeonato mundial na prova ao seu estilo. Sem forçar e com seu tradicional "descanso" nos metros finais, ele fez a marca de 20s66 e passou apenas com o 21° melhor tempo para as semifinais.

Diferentemente dos 100 m, prova na qual recuperou seu título após decepcionar em Daegu-2011 (queimou a largada na final e foi eliminado), ele é dono dos 200 m: venceu em Berlim-2009 e também em Daegu, além de ser o dono do recorde mundial, feito em Berlim, com 19s19.

Como sempre faz após as provas, enquanto seus rivais observavam seus tempos no telão e procuravam saber se haviam se classificado - a bateria de Bolt foi a última - o jamaicano sorria e brincava com o público, mas sem fazer o raio: a comemoração típica é guardada para os títulos.

Bolt volta a pista ainda nesta sexta-feira, para as semifinais da prova, a partir de 12h40. O melhor tempo das classificatórias ficou com Anaso Jobodwana, da África do Sul, que fez 20s17.

Outros três brasileiros são eliminados

Outro atleta do Brasil competiu nos 200 m: Aldemir da Silva, que correu na quarta bateria para 20s73 e, com a quarta colocação, também foi eliminado. Ele fez o 26° tempo no geral.

Além dele, mais dois brasileiros competiram nesta madrugada: Jefferson Sabino disputou as eliminatórias do salto triplo e alcançou a marca de 16m49, que não foi suficiente para avançar à decisão. Ele ficou com a 16ª colocação, mas penas os 12 melhores avançaram.

Gaëtan Saku Bafuanga Baya, da França, ficou em 12°, com 16m63. A melhor marca foi de outro francês, Teddy Tamgho, com 17m41.

A única mulher do Brasil a disputar uma prova nesta sexta-feira foi Jucilene de Lima, no lançamento de dardo. Ela ficou em penúltimo na prova, ao lançar 55m18. A melhor marca foi da russa Maria Abakumova, com 69s09.

Finais com Brasil nesta sexta

Na tarde de sexta, o Brasil entra no estádio Luzhniki para disputar a decisão do salto em distância masculino, com Mauro Vinícius, o Duda. Ele entrou na decisão com a sexta melhor marca: 7m92. A final começa 12h30.

Além disso, a equipe masculina do revezamento 4x400 m também disputa a decisão. Após se classificarem na quinta-feira com o sexto tempo, eles entram na final a partir de 14h30, fechando o sétimo dia de competições em Moscou.
 
Resumo Geral
Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário