quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Humorista paraibano que foi vítima de acidente não usa mais aparelho entregue para se comunicar; Confira

Humorista paraibano que foi vítima de acidente não usa mais aparelho entregue para se comunicar; ConfiraDois anos e cinco meses após o acidente que o deixou debilitado, o humorista paraibano Francisco Josenilton Veloso (Shaolin), de 42 anos, segue em tratamento médico diário na casa onde reside com a família, no bairro do Catolé, localizado na cidade de Campina Grande, no Agreste da Paraíba.

De acordo com o cunhado, Ricardo Santos, o humorista não utiliza mais, um equipamento fabricado na Suécia, avaliado em R$ 70 mil e entregue pela apresentadora Ana Hickmann em junho de 2012, que teria como objetivo estimular respostas a partir da leitura do olhar de quem o utiliza. “Ele não está mais usando faz um tempo. Acreditamos que ele tenha ficado agoniado tentando falar e acabou não correspondendo mais ao computador”.

Ainda segundo Ricardo, apesar de não usar o computador e também não se comunicar diretamente, os familiares de Shaolin garantem que entendem os desejos e as emoções do artista. “Laucideia (esposa) percebe o que ele quer. Quem acompanha ele, de perto, consegue observar suas reações. Ele assiste TV, escuta música, acompanha atentamente o que ocorre ao seu redor”, informou Ricardo.

Shaolim é atendido diariamente por especialistas em fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, oftalmologia e nutrição. “O estado de saúde dele evolui gradativamente, mas ele continua sem se comunicar diretamente conosco”, finalizou o cunhado.

Acidente

No dia 18 de janeiro de 2011, o humorista ficou gravemente ferido após um acidente na BR-230, na região de Mutirão, em Campina Grande. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o comediante dirigia no sentido São José da Mata da rodovia quando um caminhão, que vinha na faixa oposta, invadiu a contramão e bateu contra o veículo do artista.

O motorista do caminhão, acusado de causar o acidente, Jobson Clemente Benício, 23 anos, foi condenado no dia 13 de novembro de 2012 a dois anos de detenção em regime aberto e um ano de suspensão do direito de dirigir. A decisão foi do juiz Wandemberg de Freitas Rocha, da 4ª Vara Criminal de Campina Grande.
 
Resumo Geral
Fonte: Portalcorreio

Nenhum comentário:

Postar um comentário