terça-feira, 24 de setembro de 2013

Jovem retalha e enterra homem vivo no quintal de casa a pedido de sua namorada, como prova de amor no sítio de Araçagí

Jovem retalha e enterra homem vivo no quintal de casa a pedido de sua namorada, como prova de amor no sítio de Araçagí
Um crime com requintes de crueldade foi registrado pela polícia nesta segunda-feira (23), no município de Araçagí, a 64 km de João Pessoa, no Brejo da Paraíba. Uma adolescente de 16 anos teria incentivado o companheiro de 18 anos a retalhar com golpes de faca e enterrar ainda vivo um homem que teria ido à residência do casal para comprar um galo.

Policiais militares receberam uma denúncia anônima informando que um corpo havia sido enterrado a 70 metros de distância da casa de Jardiel Manoel da Silva e da menor de idade, no Sítio Canoas, zona rural de Araçagi. “Pelé”, como é conhecido o suspeito, ainda tentou fugir da abordagem policial, correndo por um matagal, mas foi alcançado, detido e levado à delegacia de Araçagí.

De acordo com o delegado que acompanha o caso, Walter Brandão, “Pelé” confessou que havia retalhado o corpo da vítima, a pedido da adolescente, que revelou ao namorado a vontade de vê-lo matar outra pessoa, como “prova de amor”. “Deu vontade de comer o fígado do rapaz”, disse “Pelé”, ao delegado.

A vítima, identificada como Aguinaldo Melo, conhecido como “Ninho”, 27 anos, residia na cidade de Guarabira, a 100 km de João Pessoa. Em depoimento, o suspeito afirmou que estava trabalhando numa plantação, quando sua namorada teria lhe informado que “Ninho” havia tentado abusa-la sexualmente.

Após a notícia da suposta tentativa de estupro, “Pelé” golpeou "Ninho" no pescoço, na barriga e no rosto. A vítima teria sido enterrada ainda agonizando. Suspeito e vítima tinham amigos em comum, e segundo o delegado, “Ninho” tinha ido a casa de “Pelé” para comprar um galo.

A adolescente, companheira do suspeito, já tem várias passagens pela Polícia, sob acusação de ameaças, lesões corporais e ainda, de atirar pedra em um fórum. Ela foi apreendida e será apresentada ao Ministério Público.

Resumo Geral
com portaldolitoral

Nenhum comentário:

Postar um comentário