terça-feira, 5 de novembro de 2013

Idoso com câncer na boca fica dois dias com larvas no rosto em hospital de AL; Entenda

Idoso com câncer na boca fica dois dias com larvas no rosto em hospital de AL; Entenda
Uma cena divulgada no sábado (2) revoltou internautas que se manifestaram nas redes sociais. Um agricultor de 71 anos com câncer de boca aparece com o rosto cheio de larvas de insetos. Ele foi internado no Hospital Geral do Estado (HGE), localizado no bairro do Trapiche, em Maceió, na última quinta-feira (31).

Conforme denúncia do blog Sonar Alagoas, assinado pelo jornalista Davi Soares, as imagens do descaso "foram feitas por um profissional de saúde indignado, que chegou a apelar para estagiários de odontologia para encaminhar o paciente para o setor cirúrgico e amenizar a dor do senhor José Amaro, que tenta chamar por socorro, mesmo sem conseguir ser entendido. Os estagiários disseram que precisariam de autorização do odontólogo, que teria dito que já fez o que poderia fazer, ao encaminhar o problema para quem ainda não resolveu".

O blog trouxe o relato da vizinha do paciente, Maria Edivância. Ela disse que esse tipo de câncer causa deformidade e abre feridas que ficam expostas. A mulher conta que, mesmo nesse estado, José Amaro da Silva não queria ser levado para o hospital.

Por meio de uma nota, a direção do HGE assegurou que o paciente foi atendido por um bucomaxilo, e desde então vem recebendo o tratamento adequado. Ainda segundo a nota, o ferimento dele foi limpo e foram retiradas as larvas. A direção comunicou que o agricultor deverá ser transferido para uma unidade credenciada para a realização de tratamento oncológico nesta segunda-feira (4).

Nota de esclarecimento na íntegra

A direção do Hospital Geral do Estado (HGE)  informa que o paciente José Amaro da Silva,na manhã deste domingo, passou por um novo procedimento ( curativo) e deverá ser transferido para uma unidade de referência em tratamento de Câncer nesta segunda-feira (4). A unidade hospitalar não é credenciada para a realização de tratamento oncológico, no entanto se empenha em agilizar todo o processo de transferências de pacientes que dão entrada com a doença.

Os pacientes que procuram esta unidade com diagnóstico de câncer são encaminhados para consultas e tratamento nos Centros de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon’s). Em Maceió, as unidades referências são a Santa Casa de Misericórdia e Hospital Universitário (HU) e no interior em Arapiraca.

Devido à alta demanda de pacientes, pode ocorrer demora na disponibilidade de vagas nas unidades, por isso os pacientes permanecem internados no HGE aguardando vagas. Infelizmente a disponibilização dos leitos não depende desta instituição hospitalar.

Resumo Geral
com G1 AL

Nenhum comentário:

Postar um comentário