quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

WhatsApp: De Aplicativo à Armazém de Pornografia Involuntária

WhatsApp: De Aplicativo à Armazém de Pornografia InvoluntáriaCriado à princípio como um aplicativo de smarfone para troca de mensagens, o whatsapp ganhou adeptos no mundo inteiro e influenciado pela capacidade de transformação da sociedade esse aplicativo passou a ser utilizado na era das redes sociais como um local de armazém de pornografia involuntária, onde mulheres são expostas de maneira literalmente incontrolável.

Há um bom tempo o sms, o email e o messenger eram usados por sujeitos para divulgarem suas conquistas sexuais, o cara passava o material para um amigo, que repassava para outro e por aí a coisa andava. Mas a popularização do whatsapp foi como colocar um motor de McLaren numa engrenagem que andava em ritmo de Fiat 147, bastam apenas dois cliques e pronto! E nem precisa dizer que o conteúdo desses arquivos, em 90% dos casos, são de pornografia amadora.

Muitos dos casos que foram levados ao conhecimento público repercutiram em todo país do mesmo modo que gerou opiniões contrárias quanto a parcela de culpa dos protagonistas. Desta vez o caso aconteceu com uma jovem sousense, que por questões éticas prefiro não mencionar o seu nome. Afinal, quem mandou tirar foto ou fazer um vídeo erótico? Mas dizer isso é tão absurdo quanto justificar um estupro porque uma garota vestia uma saia curta demais. Poucas atitudes são tão covardes quanto trair e expor uma pessoa que confiou e se abriu para você.

Em outros casos tudo acontece de forma compartilhada, onde o casal é consciente, e principalmente a mulher, de que as imagens e vídeos podem vazar, e falando num bom popular “cair na net”.  No momento que se deixa tirar a foto, ou pior, ela mesma tira a foto, entende-se que existe uma possibilidade daquela foto ser compartilhada.

Quando o caso do compartilhamento acontece por vingança pelo motivo de um fim de relacionamento, a prejudicada é sempre a garota, pois sua intimidade é exposta ao público da maneira mais imoral possível, aí o mal que supostamente era pra ser só para a menina atinge a família, o emprego, os amigos, fazendo com que se dê uma consequência muitos mais grave e traumática do que a que teria que ser, na verdade, chegando ao ponto de algumas das vítimas atentarem contra sua própria vida.

Fragilidade das mulheres ou falta de ética dos homens? A isenção de culpa não é a solução, mas é importante enxergar os dois lados da história, e querendo ou não, um lado tem mais culpa que o outro sim. A verdade é que a divulgação indevida de fotos e vídeos de sexo entre um casal podem ser responsabilizadas judicialmente, mas sinceramente, não há punição que pague uma vítima que tenha a sua dignidade humana afetada.

Ah! O mundo está sempre em transformação e não será agora que o whatsapp transforma-se no local de armazenamento de sexo involuntário que tudo ficará sólido, novas histórias e personagens surgirão, discursões e debates, porém, o tema será o mesmo, ai estaremos novamente debatendo sobre o assunto. Até a próxima!

 
Resumo Geral
Com Fabiano Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário