quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Operários paralisam obras da transposição em Mauriti, no vizinho estado do Ceará; Saiba o porque

Operários paralisam obras da transposição em Mauriti, no vizinho estado do Ceará; Saiba o porque
 
Pelo menos 600 trabalhadores da empresa Queiróz Galvão, responsável pela realização do canal e terraplanagem das obras da transposição do rio São Francisco em Mauriti-CE [a chamada Meta 3 Norte, que vai do município cearense a São José de Piranhas, na Paraíba] pararam os serviços desde a manhã desta segunda-feira (10). 

O Sindicato da categoria dos trabalhadores da construçaõ civil do Ceará reivindica da empresa algumas defasagens, a exemplo de reajustes de horas extras em 100%, aumento do valor da cesta básica, adicional noturno e outras melhorias para a categoria.

Nesta terça-feira (11), todos os trabalhadores chegaram aos serviços, mas foram aconselhados pelo Sindicato a não trabalharem. Representantes da entidade, com sede em Fortaleza, estão neste momento negociando com representantes da empresa Queiróz Galvão, mas segundo as últimas informações as conversas não têm avançado muito e a continuação das obras não tem previsão para recomeçar.

Parte dos trabalhadores está acampado  no canteiro de obras que fica no distrito de Palestina a poucos km de Mauriti. Muitos operários estão voltando para suas residências, apenas os que moram em outros estados continuam no lugar no aguardo do desfecho.

Resumo Geral
com radarsertanejo

Nenhum comentário:

Postar um comentário