terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Restaurante na Nigéria é fechado por servir carne humana no cardápio

Restaurante na Nigéria é fechado por servir carne humana no cardápio

Após receber denúncias, a polícia foi até o local e comprovou a suspeita de que o estabelecimento oferecia pratos feitos com carne humana.

Depois de mostrarmos aqui a história do canibal alemão Armin Meiwes, fontes internacionais reportam a macabra história de um restaurante no estado de Anambra, na Nigéria, que foi fechado depois que as autoridades locais comprovaram que eles vendiam pratos feitos com carne humana e promoviam o canibalismo.

Após receber denúncias, no início deste mês, a polícia foi verificar o estabelecimento que não teve seu nome revelado e prendeu 11 pessoas – o dono do restaurante, seis homens e quatro mulheres. No local, as autoridades descobriram duas cabeças humanas frescas envoltas com sangue e embaladas em sacos plásticos. Além disso, os policiais encontraram dois rifles AK-47, outros tipos de armas, munição diversas e alguns telefones celulares durante a busca.

“Toda vez que eu vinha ao mercado, porque o hotel é bem próximo ao mercado, sempre notava uma movimentação esquisita entrando e saindo do hotel; pessoas estranhas com uma aparência estranha entravam no hotel. Então, não me surpreende que a polícia tenha descoberto isso”, revela um morador local.

Um pastor da região que comeu no restaurante também relatou que não entendeu porque sua conta havia sido tão alta. Logo ele descobriu que havia consumido carne humana e isso justificava o valor total da conta. Chocado, o homem denunciou o caso à polícia.

Ainda, sabe-se que o estabelecimento oferecia cabeças humanas assadas como entrada. Casos de canibalismos não são exatamente uma raridade na Nigéria, mas esta é a primeira vez que um restaurante é flagrado comercializando carne humana.


Resumo Geral

Nenhum comentário:

Postar um comentário