quinta-feira, 22 de maio de 2014

Sósia do jogador Neymar ganha alto e vive da fama as custas do craque: 'Eu sou mais bonito'; Confira

Sósia do jogador Neymar ganha alto e vive da fama as custas do craque: 'Eu sou mais bonito'; Confira
 
Há três anos, Gabriel Lucas era apenas mais um entre tantos garotos brasileiros que sonham ser jogadores de futebol. Entre uma pelada e outra, o menino da Zona Leste de São Paulo começou a chamar a atenção.

Não pela bola no pé, mas por ser muito parecido com o jogador Neymar. A semelhança é tanta que Gabriel marcou seu maior gol como sósia oficial do jogador, com quem já gravou 20 comerciais. "Meu trabalho é ser parecido com ele. Vivo da imagem, mas ele é estiloso. Eu sou mais bonito!", brinca o moço de 17 anos, que até ri como o craque da Seleção Brasileira.

Na verdade, Gabriel nunca se achou parecido com Neymar Jr. Parentes e amigos, no entanto, sempre o comparavam ao atacante. O sósia só se seu conta de que falavam sério ao pisar em um treino do Santos - time do qual, coincidentemente, é torcedor.

"Nesse dia tinha um monte de repórteres de televisão e os seguranças estavam barrando todo mundo. Minha tia cismou de ir ao treino e eu fui junto. Quando chegamos, um segurança abriu logo o portão e entramos sem problemas. Daí os jornalistas vieram pedir entrevista e não entendi nada. Todo mundo achou que eu fosse o Neymar e saí em vários sites do país", relembra.

Fato é que Gabriel já seguia o estilo do ídolo: o mesmo corte de cabelo, acessórios chamativos parecidos e o corpo quase franzino. Gabriel saiu do tal treino e tratou de começar a capitalizar a semelhança. Mandou material para uma agência e os trabalhos aconteceram. "O primeiro foi para gravar um piloto de programa que nunca foi ao ar. Ganhei R$ 100 e fiquei felizão", recorda ele, que após a exposição na internet foi contratado por uma agência e passou a fazer os mesmos comerciais que Neymar, como dublê de corpo: "Em um deles, meu cachê era de R$ 3,5 mil por dia. Nossa, nunca tinha visto tanto dinheiro na vida!", diz ele, que chegou a receber R$ 20 mil reais por um comercial.

Os cachês aumentaram à medida que a fama de Neymar cresceu. Bola dentro para Gabriel, que naquela primeira vez vendo o Santos treinar sequer chegou perto do craque: "Naquele dia, ele estava de bode. Fui em outro treino porque queria conhecê-lo. Aí quando o time do Santos me viu na arquibancada, começou a me zoar e o Neymar chegou em mim e disse: 'Nossa, igualzinho! O que você tá fazendo aqui?'. Tiramos fotos e ele me deu autógrafo", conta o sósia, feliz.

Se Gabriel ainda não recebe os milhões que o famoso atacante ganha, ele também não tem do que reclamar. Pelo contrário. Aos 17 anos, como muitos garotos de sua idade, sonha com o primeiro carro: "Vou comprar ano que vem. Não vai ser um Porshe como o que o Neymar tinha, mas será um HB 20. Tá bom, né?", pergunta, gaiato.

A gaiatice também aparece na hora da conquista. Gabriel conta que é alvo de muitas Marias Chuteiras na balada. Moças que acreditam piamentre que ele é o outro, o famoso. "Mas não me passo por ele, não. Chego, conto quem eu sou e pego mesmo assim. Ser sósia do Neymar melhorou muito a minha vida sexual", dispara.

Até o temido pai de Neymar brinca com a semelhança entre o filho e o estudante. "Outro dia ele me disse que ia sair comigo em vez do Neymar, porque assim me xingavam no lugar do filho. Aí eu disse não, né?", brinca ele, que tem autorização do jogador para "ser ele de mentirinha".

Durante a Copa do Mundo, a agenda de Gabriel Lucas Neymar Cover Oficial - como ele se apresenta - está lotada. Negocia com patrocinadores sua entrada nos estádios e é certo que vai assistir a todos os jogos do Brasil. "Ainda estamos fechando os eventos, mas devo ir para os camarotes da CBF junto com outros sósias", adianta ele, que costuma fazer quatro eventos por semana: "Desde aniversário de criança até corporativos".

Para ele, o que dá mais trabalho mesmo é ficar de olho nas mudanças de visual de Neymar. Até patrocínio de marcas de roupa que veste o jogador ele tem. "Todos os dias fico de olho nos sites e nas redes sociais. Quando ele muda alguma coisa, eu mudo também", observa ele, que reclama apenas da fase oxigenada do craque: "Poxa, quando ele ficou loirão me deu um trabalho! Tinha um comercial para gravar e tive que descolorir os cabelos no mesmo dia. Sorte que minha mãe é cabeleireira!".

Por enquanto, o Neymar de faz de conta está solteiro. E deseja permanecer assim por um longo tempo. E se o jogador prefere as morenas, Gabriel, por outro lado, não tem um tipo definido. "O que vier eu traço", admite. O desejo de se tornar um craque, por enquanto, foi aposentado. "Não jogo como o Neymar, né? Mas não sou ruim. Já bati na porta de alguns clubes e não tive sucesso. Quem sabe depois da Copa, né? Quero até dar uma passadinha pelo Barcelona", diz ele, rindo.
 
Resumo Geral
Com Ego

Nenhum comentário:

Postar um comentário