terça-feira, 10 de novembro de 2015

Menino de um ano mata cobra com mordida no Rio Grande do Sul


Foto: Divulgação Hospital São Luiz
Foto: Divulgação Hospital São Luiz

Esta é uma daquelas notícias que causa angústia em todas as mães e pais. Um menino de 1 ano e 5 meses matou um filhote de cobra com uma mordida, e não se feriu. O fato aconteceu neste domingo (1º) em Mostardas, no litoral do Rio Grande do Sul. Em entrevista ao Gaúcha Hoje, nesta manhã, a mãe Jaine Ferreira conta que a criança brincava no pátio de casa quando o fato ocorreu.  Ao ficar em silêncio demais, a mãe foi verificar o que estava acontecendo. Ela levou um grande susto, ao encontro o pequeno Lorenzo segurando uma cobra:
- Eu estava dentro de casa. Ele entrou na sala com a cobra na mão e na boca, mordendo. Eu gritei pro meu marido. Lorenzo tinha sangue na boca e nas mãos. Eu acredito que ele pensou que era um brinquedo, pois ele estava faceiro com ela na boca.
A mãe conta que eles moram na área urbana de Mostardas, onde não é comum o aparecimento de cobras.
Os pais levaram rapidamente a criança até o hospital. O médico Gilmar Carteri, que atendeu o garoto, acredita que o menino não foi picado pois mordeu a cobra próximo da cabeça, o que impediu que o animal atacasse.
- Foi o menino que matou a cobra. Eu percebi que (a criança) não apresentava sinal (de picada). A gente fez exames, todos deram negativo. A criança foi liberada para casa sob observação.
O médico encaminhou fotos do animal morto para o Centro de Informações Toxicológicas do Estado. A hipótese de ser uma jararaca foi descartada. A bióloga do CIT, Kátia Moura, disse tratar-se de uma cobra-capim, que não é venenosa.
O caso, no entanto, serve de alerta. Neste ano, o órgão já registrou mais de 6,7 mil acidentes com animais peçonhentos. A bióloga alerta para, em caso de picada, deve-se lavar bem a área e não cobrir o local. O telefone do CIT é o 0800 721 3000.
Resumo Geral com Clic.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário