quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Alemã estuprada em praia no Brasil tenta antecipar volta ao seu país




 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A turista alemã Cristina Tepe, de 24 anos, que diz ter sido violentada sexualmente por um homem na madrugada de Natal, na Praia de Jericoacoara, no Ceará, está em Fortaleza, tentando antecipar sua volta para Alemanha. A viagem está de regresso está marcada para 6 de janeiro de 2016, mas, abatida a alemã quer logo retornar ao seu país. O Consulado da Alemanha em Fortaleza providencia a volta imediata dela.

Nesta segunda-feira (28) a Coordenadoria de Medicina Legal da Perícia Forense de Sobral promete divulgar o resultado do exame de corpo de delito que a alemã fez. Com base nesse exame as delegacias de Acaraú e de Proteção ao Turista abrirão inquérito. Em depoimento na delegacia plantonista de Sobral, no último dia 25, Tepe registrou Boletim de Ocorrência. Ela relatou que passeia com um amigo austríaco pelas dunas de Jeri, quando por volta das quatro da madrugada de sexta-feira (25) foi atacada por um homem moreno, cabelo curto e liso, com aproximadamente 1m75cm de altura. 

Ele, segundo Tepe, exigiu a máquina fotográfica, telefone celular e dinheiro (R$ 480,00). Ela e o austríaco entregaram. Ai o homem ameaçou violentá-la sexualmente ou que ele fizesse sexo com o amigo. Logo em seguida desistiu da segunda opção e determinou, segundo a alemã, que o austríaco ficasse de costas enquanto a estuprava. Tepe disse que ainda ofereceu mais dinheiro para evitar a violência, mas o homem não  aceitou.

Tepe contou na Delegacia que conheceu o austríaco no hostel Tirol, em Jericoacoara, na noite de Natal, e resolveu passear pelas dunas da praia, quando por volta das quatro da madrugada foi atacada.

A alemã entrou no Brasil em seis de outubro passado. Chegou ao Ceará pela Praia de Canoa Quebrada, em Aracati, em sete de dezembro, seguindo no dia 22 para Jericoacoara.
 
Resumo Geral
Com MSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário